Eu quero saber tudo

Improvisação

Pin
Send
Share
Send


O improvisação é o ação e efeito de improvisar , isso é fazer algo de repente, sem ter preparado previamente ou sem o ambiente esperando por isso. Por extensão, é conhecido como improvisação na performance ou performance musical improvisada. Por exemplo: "O guitarrista surpreendido com uma improvisação de dez minutos ".

Improvisar significa fazer alguma ação sem ter planejado isso antes. No entanto, existem recursos que os artistas podem explorar para desenvolver sua capacidade de improvisação. Assim, embora pareça um tipo de ato natural, também pode ser mantido ou apoiado por um estrutura anterior .

O exercícios improvisação permitir estimular a criatividade dos artistas e incentivar uma atitude ativa por parte do público, que, de certa forma, não sabe o que esperar das interpretações. A improvisação pode tentar ser entendida pelo espectador ou ouvinte, ou simplesmente ser recebida do campo dos sentidos.

Para os estudantes de teatro, é muito importante se preparar para lidar com a destreza em qualquer situação e com recursos escassos de cenários. Através da improvisação é possível obter o ferramentas atos necessários para convencer o público da presença de seres e objetos que não estão realmente diante deles.

Geralmente, aqueles que mais usam improvisação são os humoristas. Conforme indicado nos parágrafos anteriores, essas pessoas geralmente têm um conjunto de recursos de atuação que aumentam e melhoram ao longo dos anos, o que lhes permite tomar decisões imprevisíveis pelo público, mas com base em uma série de conhecimentos, como qual repertório é mais eficaz Com cada tipo de público.

No teatro , a improvisação aparece como uma maneira de salvar eventos imprevistos. Se um ator esquecer o script e não souber como continuar, ele poderá usar esse recurso para avançar a cena, confiando que seus colegas de equipe saberão o que está acontecendo e contribuirão com ele. Portanto, essa prática também pode fortalecer o trabalho em equipe.

Quando dois ou mais atores estão dispostos a improvisar, eles devem ser solidariedade e levar em consideração as posições individuais de cada um papéis na obra. Caso um ator comece a improvisar sem dar pé ao parceiro, isso certamente afetará a interpretação do outro e o deixará sem estrutura para desenvolver seu personagem.

Para os músicos, a improvisação representa uma ferramenta fundamental cujo uso durante o estudo de uma obra pode melhorar significativamente a segurança ao interpretá-la. Geralmente, considera-se que a música clássica ou acadêmica, de acordo com o rótulo que cada um atribui, não admite modificações inesperadas e que todas as peças devem ser executadas conforme indicado pelas partituras. Por um lado, é lamentável que, para a maioria dos artistas, seja esse o caso, mas, por outro, é importante entender que improvisar não leva necessariamente a mudanças melódicas.

Ao cantar, por exemplo, um bom músico leva seu público a um caminho de emoções e sensações, o que deve surpreendê-lo e ser interessante toda vez que ele ouve a mesma música. Esse efeito de ser transportado magicamente para outros planos enquanto aprecia uma obra musical depende de vários fatores, como a sinceridade com que o cantor se expressa e sua capacidade de dar importância a cada palavra que pronuncia. No mundo de casa de ópera, o público geralmente não vê com bons olhos que uma melodia está alterada, mas isso não impede que um soprano toque com as intensidades e a velocidade, assim como com gestos e movimentos corporais para renovar em cada apresentação árias que foram impressas em folhas de papel há alguns séculos.

Pin
Send
Share
Send